Olá o meu nome é Helder Grilo tenho 41 anos, sou casado com Eunice Grilo e pai de duas meninas, a Noemi de 16 anos e a Eva de 12 anos. 

Queria contar um pouco do meu testemunho para assim desta forma mostrar e talvez até ajudar alguém que necessite de conhecer o Deus que eu conheci e que me deu uma nova vida. 

Eu venho de uma família muito problemática e disfuncional em que o meu pai para além de alcoólico era também muito agressivo. Diariamente via o meu pai agredir a minha mãe e tudo isso tornou-me num jovem muito perturbado e revoltado. Como em casa não tinha uma referência de um pai comecei a procurar referências fora de casa para assim me sentir bem e aceite num grupo em que eu sentisse que fazia parte. Então, comecei a fumar o meu primeiro cigarro com 10 anos e com 12 anos o meu primeiro charro (haxixe), até que, entre os 12 e os 14 anos fui apresentado aquela que se tornou a minha namorada durante alguns anos da minha vida: a Heroína. Lembro-me que com 14 anos acordei uma manhã completamente dependente dessa substância e então a minha vida passou a girar em volta dela. Tudo o que fazia era pensado no sentido de arranjar dinheiro para comprar essa droga. A partir daí tive graves problemas judiciais, fui preso por várias vezes devido aos assaltos que eu fazia, tornei-me sem abrigo vivendo nas antigas fábricas de sardinhas em Setúbal e vivia diariamente a arrumar carros para assim ganhar algum dinheiro para o meu vício. Lembro-me que com 19 anos pesava 53 quilos.

 Um dia estava a arrumar carros junto á estação de autocarros em Setúbal e uma senhora com cerca de setenta anos parou junto a mim e disse-me: jovem tu não tens que morrer nessa condição! Eu pensei: mas esta é a minha condição. E ela voltou a dizer: não tens que morrer nessa condição porque há alguém que te ama! Pensei novamente: mas quem me pode amar se eu não tenho ninguém. Família não tinha, amigos só tinha aqueles que me procuravam quando eu tinha droga para me injetar, os únicos que me procuravam era a policia e era para me levarem preso. A senhora disse-me: Jesus te ama! Para um jovem Punk e Ateu aquelas palavras foram como uma espada que penetrou o meu coração e a minha alma. Palavra viva que mudou a minha vida. Depois de tantas tentativas para largar aquele vício e pensando que já nada me poderia ajudar, foi criado em mim um sentimento de esperança que eu não conhecia. 

Para resumir, fui encaminhado para um café convívio em Setúbal onde durante quatro meses fui ajudado, com muitos altos e baixos, mas entrei numa instituição cristã chamada Desafio Jovem onde fiquei durante um ano e onde pude ver a minha vida mudar por completo. Hoje sou Pastor na Assembleia de Deus em Albufeira, a minha vida gira em volta daqueles que precisam conhecer o Deus que eu conheci e olhando para trás, passados 21 anos em que encontrei a Jesus como aquele que verdadeiramente liberta o ser humano, só posso dar graças a Ele porque sem Ele hoje já não estaria cá ou continuava preso. O meu conselho para todos os que possam ler estas linhas é que confiem em Deus, entreguem-lhe verdadeiramente o vosso coração e verão a obra que Ele pode fazer. 

Muito mais poderia dizer, mas acredito que é tão importante aquilo que Ele fez como aquilo que Ele ainda pode fazer. A Deus toda a Glória. Deus vos abençoe.