Meu nome é Rita Neto, tenho 45 anos, sou mãe do André Filipe que têm 16 anos. Sou natural de Setúbal, onde vivo atualmente com minha família. Venho contar-vos um pouco da minha história: Nasci numa família aparentemente normal, filha da união entre o meu pai e mãe e única porque são casados até ao dia de hoje, tenho um irmão o Telmo Neto que veio 9 anos depois do meu nascimento e é uma bênção na minha vida! Há pouco falei que éramos uma família aparentemente normal, porque realmente éramos uma família destruturada, os meus pais tinham realidades diferentes, meios familiares diferentes assim como os valores que nos são passados pela família diferentes! Problemas e situações que carregamos e quando não se procura ajuda, carregamos as mesmas para o casamento e foi o que aconteceu com os meus pais, dois adultos muito imaturos, revoltados e sem conceito duma verdadeira família, virados de costas um para o outro!

Quem absorveu, toda a inexperiência, revolta, conflito constante entre os dois, fui eu e o meu irmão! O ambiente em casa era bem pesado, com uma ditadura, opressão constante, lembro me de o ser de tal forma que cortava o coração e nos paralisava, o medo era constante e dia a dia, a situação piorava. Quando o meu pai se alcoolizava só me apetecia desaparecer, pois sabia que nessa noite ninguém conseguia descansar, pois ele exercia violência verbal e física sobre toda a família e partia tudo em casa. Perante esta situação de instabilidade familiar, comecei a entrar por outros caminhos e a procurar soluções em coisas que foram me destruindo a vida, os sonhos, a autoestima, os valores e os princípios. Se antes vivia atormentada pelo ambiente familiar, depois passei a viver numa dependência das drogas, dos vícios e a vida deixou de ter sentido. Aliás já não vivia, mas só sobrevivia! O tabaco era um escape, a droga um refúgio para esquecer, por horas apenas, os problemas. Claro que com a degradação e o avanço da situação, já não conseguia dinheiro, as pessoas deixaram de acreditar em mim e perante o desespero de uma ressaca, comecei a envolver me com o roubo, primeiro a familiares e depois em estabelecimentos, era tudo premeditado e organizado, roubo, burla e falsificação de cheques a situação ainda durou 1 ano até o meu grupo ser apanhado pela policia judiciária!

Tentei tratar me através do CAT, com medicação para a ressaca, tentava aguentar-me, mas sem sucesso, tinha sempre uma recaída! Na altura tive conhecimento do café convívio em Setúbal e da igreja do Jubileu através duma irmã comerciante que tinha o seu negócio no mesmo local onde a minha mãe tinha o seu negócio também, no mercado Humberto Delgado mais conhecido pela praça da Camarinha. E foi aí que começou a minha história com Deus, frequentei o café convívio durante três meses e no dia 21/9/1994 entrei na comunidade terapêutica de Salvaterra de Magos.

Eu tinha dificuldade em acreditar em Deus, não confiava nas pessoas, estava sem muita vontade e estava sempre em modo de defesa para não ser magoada!

O que se vivia naquele lugar, era intenso e cheio de amor, diferente de tudo o que estava habituada, sentia uma paz muito grande! Comecei a ficar curiosa com tudo aquilo que se vivia naquele lugar e fazia perguntas às raparigas que já estavam no centro e elas diziam para eu desafiar Deus! E foi isso que fiz, num ato de coragem e como não tinha nada a perder soltei a frase'' Deus se tu existes faz alguma coisa, mostra-te, cura-me, tira-me esta fraqueza, muda tudo!'' E um dia, quando fiz um mês de programa, estava a limpar os wc, consegui sentir a presença de Deus de uma forma profunda, entoei um cântico de adoração, sobre o amor de Deus e realmente era tudo o que eu precisava, sentir o amor de Deus, há muito não me sentia amada, estava apática. A partir desse dia tudo foi mudando e transformado aos poucos, pelo poder do Santo Espírito de Deus… E pouco a pouco fui me libertando e abrindo com a minha conselheira, a Rute Morais, sou grata a Deus pela sua vida, pela do Francisco Chaves assim como toda a equipa de conselheiros a servir a Deus naquele lugar. Guardo com carinho no meu coração cada um de vocês, foram e são muito especiais na minha vida, vocês sabem quem são! Existem memórias que não se esquecem, não se apagam e a minha passagem pelo programa do desafio jovem foi um marco muito importante e decisivo para a minha vida e para a mulher que sou hoje!

Atualmente congrego na igreja Missão Cristã Internacional Setúbal, onde lidero um grupo de vida com pessoas de várias idades, mas principalmente jovens, também desempenho as funções de líder de louvor na igreja e estou grata a Deus por tudo o que me tem proporcionado! Sei que a minha história de vida e testemunho me deram uma bagagem e conhecimento determinantes para hoje poder ser influência em jovens que estão perdidos e sedentos por Deus! Um versículo que me acompanhou durante todo o programa foi:

 “Estai, pois, firmes na liberdade que Cristo vos libertou e não torneis a meter vos debaixo do jugo da servidão" Gálatas 5:1

E outro que faz parte do meu dia a dia: "Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" Romanos 8:28

Força para todos aqueles que estão a fazer o programa! Deus vos abençoe!